Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Projetos Financiados
Início do conteúdo da página

Projetos Financiados

Acessos: 357

Projetos Financiados e em Desenvolvimento 2017-2020

Atualmente os docentes do PPGCEM coordenam 25 Projetos Financiados e em Desenvolvimento, os quais estão brevemente descritos abaixo.


1. O uso da nanotecnologia para o controle de Malária no Estado do Amazonas (Universal Amazonas - Edital 006/2019)
DESCRIÇÃO: Esta proposta tem como objetivo o controle das larvas do mosquito Anopheles spp, vetor da Malária, através do uso na nanotecnologia para o desenvolvimento de um produto de liberação controlada de ativos naturais amazônicos. Serão desenvolvidas pastilhas formadas por Celulose Modificada (obtida a partir dos rejeitos vegetais de onde foram extraídos os óleos essenciais) e por Nanopartículas Biodegradáveis contendo óleos essenciais das espécies amazônicas a serem coletadas no campus da UFAM. A ausência de larvicidas naturais e de base nanotecnológica aponta fortemente para a oportunidade, e mesmo necessidade, de desenvolvimento de produtos inovadores que contemplem esta função. O diferencial deste projeto se dá na utilização e no reaproveitamento de recursos naturais amazônicos para a obtenção de um novo produto. Na forma de pastilhas, estes nanocompósitos atuarão como sistemas de liberação prolongada dos ativos naturais larvicidas em fase aquosa, representando uma alternativa viável, eficaz e atóxica ao meio ambiente e à saúde humana, desenvolvida integralmente a partir de recursos naturais amazônicos para auxiliar no controle das larvas do vetor da malária.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTE: Edgar Aparecido Sanches, Pedro Henrique Campelo Felix.

2. Valorização de biomassas lignocelulósicas amazônicas visando aplicações tecnológicas (Universal Amazonas - Edital 006/2019)
DESCRIÇÃO: A biomassa lignocelulósicas é um biopolímero composto basicamente por celulose, hemicelulose e lignina. A presença de celulose na biomassa é capaz de se despolimerizar em um biomaterial de dimensões nanométricas, denominado nanocelulose, com excepcionais propriedades mecânicas, leveza, alta área superficial, biodegradabilidade, biocompatibilidade, dentre outras. A nanocelulose, com sua alta performance e versatilidade, é uma aliança entre nanotecnologia, biotecnologia e matéria-prima renovável que desperta o interesse de vários setores da indústria, tais como: papel, têxtil, construção civil, alimentícia, biomédica, farmacêutica, cosméticos, automotiva, aeroespacial, eletrônica, odontológica, entre outras. No entanto, a ultraestrutura emaranhada da biomassa consiste em propriedades inerentes, como fortes camadas de lignina, baixa acessibilidade à química de celulose e alta cristalinidade da celulose, que inibe a digestibilidade da biomassa para extração de celulose. Esta situação oferece desafios e promessas para o desenvolvimento da biorefinaria para se utilizar a celulose da biomassa lignocelulósica. Assim, os processos de biorefinaria de várias etapas são necessários para garantir a desconstrução do conteúdo não-celulósico na biomassa lignocelulósica, mantendo o produto de celulose para posterior obtenção da nanocelulose. Neste contexto, este projeto tem por finalidade a investigação à base da estrutura molecular para recalcitrância de biomassas lignocelulósica amazônicas no processo de reengenharia através da produção de nanocelulose utilizando-se de vários tipos de processos (via química, mecânica e novas abordagens) com o intuito de aplicações tecnológicas. Para este estudo dar-se-á prioridade para três biomassa lignocelulósica amazônicas: i) Jacitara (Desmoncus polyacanthos Mart.) – oriunda do município de Bracelos/AM; ii) Tucum (Astrocaryum chambira Burret) – orinunda do municício de Ipixuna-AM; iii) Pecíolo de Inajá (Maximiliana maripa [aubl.] Drud) – orinunda do município de Manaus/AM.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTE: Lizandro Manzato

3. Produção de compósito híbrido reforçado com resíduo agroindustrial amazônico (Universal Amazonas - Edital 006/2019)
DESCRIÇÃO: Atualmente observa-se uma grande preocupação com o meio ambiente, o que tem contribuído para o aumento de pesquisas por materiais mais sustentáveis. Nesse contexto, podemos citar materiais compósitos provenientes de fontes renováveis, que apresentam características sustentáveis, boas propriedades mecânicas, além de serem biodegradáveis. Por outro lado, mesmo a região Amazônica apresentando um grande biodiversidade com uma grande variedade de materiais lignocelulósicos, especificamente no estado do Amazonas, existem várias indústrias que produzem resíduos que poderiam ser aproveitados na produção desses novos materiais, contribuindo para a sustentabilidade da região. Considerando esses fatores, o presente projeto tem como principal objetivo produzir um compósito hibrido com resíduos provenientes da indústria madeireira e de extração de óleo de Buriti, visando a sustentabilidade ambiental, bem como agregar valor à esses resíduos. Para que esse compósito possa ser utilizado na construção civil, suas propriedades mecânicas serão avaliadas, bem como suas propriedades térmicas através da condutividade térmica, teste de flamabilidade (para classificar a propagação a chama) e TGA/DSC (para observar a degradação térmica).
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM).
DOCENTE: Virgínia Mansanares Giacon

4. Manutenção de equipamentos de uso comum do Grupo de Eletroquímica e Materiais Avançados (Programa de Apoio à Manutenção de Equipamentos (PAMEQ) – Edital 004/2019 CD/FAPEAM)
DESCRIÇÃO: A Região Amazônica por suas próprias características constitui-se numa região em desenvolvimento. Neste sentido, a maioria dos serviços de manutenção de equipamentos são fornecidos por empresas especializadas localizadas fora da região. Isto faz com que o custo aumente muito e, além disso, não se dispõe de várias empresas especializadas, principalmente porque alguns equipamentos têm exclusividade em manutenção. Outro ponto importante a ser considerado é que a UFAM não possui uma política de manutenção dos equipamentos que estão dispostos nos seus vários laboratórios, fazendo com que os equipamentos se tornem obsoletos prematuramente. Neste último aspecto, deve-se atentar para o fato que boa parte dos equipamentos são adquiridos com recursos oriundos de projetos individuais de pesquisadores ou grupos de pesquisa e que após o término destes projetos não se dispõe mais de recursos para a manutenção destes equipamentos. O mesmo equivale para os equipamentos adquiridos institucionalmente. Portanto, este edital com a propositura apresentada, mostra-se como uma excelente oportunidade para reverter esta situação, considerando as dificuldades regionais, a falta de política adequada nas instituições e o elevado custo nesta manutenção, ou custo para colocar o equipamento em operação.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTE: Leandro A. Pocrifka

5. Manutenção corretiva de forno microondas Anton Paar - Perkin Elmer (Programa de Apoio à Manutenção de Equipamentos (PAMEQ) – Edital 004/2019 CD/FAPEAM)
DESCRIÇÃO: Uma parte considerável dos equipamentos existentes na UFAM são adquiridos com recursos oriundos de projetos individuais de pesquisadores ou grupos de pesquisa. No entanto, após o término destes projetos não se dispõe de recursos para a manutenção destes equipamentos. O mesmo equivale para os equipamentos adquiridos institucionalmente. Portanto, este edital com a propositura apresentada, mostra-se como uma excelente oportunidade para reverter esta situação, considerando as dificuldades regionais, a falta de política adequada nas instituições e o elevado custo nesta manutenção, ou custo para colocar o equipamento em operação. Especificamente, este projeto foi focado na manutenção de um forno micro-ondas Anton Paar, localizado no Laboratório de Processamento de Materiais (LPMat/UFAM), indispensável para diversas pesquisas realizadas pelos usuários deste laboratório.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTE: Yurimiler Leyet Ruiz

6. Difração de Raios X para estudo de materiais cristalinos, semicristalinos e amorfos (Programa de Apoio à Manutenção de Equipamentos (PAMEQ) – Edital 004/2019 CD/FAPEAM)
DESCRIÇÃO: Projeto para manutenção do Difratometro de Raios X multiusuário do Laboratório de Materiais (LABMat) da UFAM. Este equipamento foi adquirido via edital Pro-Equipamentos CAPES EDITAL Nº 11/2014. Desde sua instalação, o LABMat vem atendendo de forma multiusuária e sem qualquer ônus para o estudante ou pesquisador toda a comunidade científica na forma de serviços diários de medição e suporte científico (mediante agendamento pelo formulário disponível em http://labmat.ufam.edu.br/). Para suporte a tais atividades há um técnico e dois auxiliares técnicos fomentados pela FAPEAM (todos com formação em curso pelo PPGCEM e com ampla experiência em ambiente laboratorial e industrial). Além disto, toda comunidade acadêmica vem sendo regularmente atendida por este corpo técnico ao ministrar cursos, apresentar seminários e sanar dúvidas, capacitando os usuários e estudantes para melhor interpretar os dados obtidos. No período 07/2017 a 07/2019 foram realizados mais de 1200 ensaios para a comunidade acadêmica, sem contabilizar as amostras para uso interno dos pesquisadores e alunos do LABMat. Um grande número de pesquisadores (212 pesquisadores atuando em 51 Grupos de Pesquisa) e estudantes (de ao menos 6 Programas de Pós-Graduação) vêm utilizando a técnica de Difração de Raios X para desenvolver suas teses e dissertações, além de publicar suas pesquisas em periódicos de impacto. Dessa forma, este projeto torna-se necessário pois garantirá a manutenção deste equipamento e consequente atendimento da comunidade acadêmica em medidas de Difração de Raios X.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTE: Sérgio Michielon de Souza

7. Desenvolvimento de módulo de degradação para acoplamento em cassetes NCR - Prova de Conceito (Convênio 002/2019 – IFAM/NCR/FAEPI)
DESCRIÇÃO: O presente projeto é oriundo da Lei de Informática na Amazônia visando o desenvolvimento de um módulo de degradação para acoplamento em cassetes NCR – Prova de conceito. Este projeto conta com termo de confidencialidade.
FINANCIADOR: NCR Brasil Indústria de Equipamentos para Automação S.A.
DOCENTE: Lizandro Manzato

8. Otimização de embalagem visando melhoria da cadeia de suprimentos (Convênio 004/2018 - IFAM/TELLESCOM/FAEPI)
DESCRIÇÃO: O presente projeto é oriundo da Lei de Informática na Amazônia visando a otimização de um conjunto de embalagens para a melhoria da cadeia de suprimentos. Este projeto conta com termo de confidencialidade.
FINANCIADOR: Tellescom Ind. e Com. em Telecomunicações Eireli
DOCENTE: Lizandro Manzato

9. Produção de nanocelulose a partir de biomassas lignocelulósicas amazônicas visando aplicações tecnológicas (Universal CNPq - Edital MCTIC/CNPq 28/2018)
DESCRIÇÃO: A biomassa lignocelulósica é um biopolímero composto basicamente por celulose, hemicelulose e lignina. A presença de celulose na biomassa é capaz de se despolimerizar em um biomaterial de dimensões nanométricas, denominado nanocelulose, com excepcionais propriedades mecânicas, leveza, alta área superficial, biodegradabilidade, biocompatibilidade, dentre outras. A nanocelulose, com sua alta performance e versatilidade, é uma aliança entre nanotecnologia, biotecnologia e matéria-prima renovável que desperta o interesse de vários setores da indústria, tais como: papel, têxtil, construção civil, alimentícia, biomédica, farmacêutica, cosméticos, automotiva, aeroespacial, eletrônica, odontológica, entre outras. No entanto, a ultraestrutura emaranhada da biomassa consiste em propriedades inerentes, como fortes camadas de lignina, baixa acessibilidade à química de celulose e alta cristalinidade da celulose, que inibe a digestibilidade da biomassa para extração de celulose. Esta situação oferece desafios e promessas para o desenvolvimento da biorefinaria para se utilizar a celulose da biomassa lignocelulósica. Assim, os processos de biorefinaria de várias etapas são necessários para garantir a desconstrução do conteúdo não-celulósico na biomassa lignocelulósica, mantendo o produto de celulose para posterior obtenção da nanocelulose. Neste contexto, este projeto tem por finalidade a investigação à base da estrutura molecular para recalcitrância de biomassas lignocelulósicas amazônicas (jacitara, tucume inajá) no processo de reengenharia através da produção de nanocelulose utilizando-se de vários tipos de processos (via química, mecânica e novas abordagens) como intuito de aplicações tecnológicas.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Lizandro Manzato

10. Caracterização estrutural de magnetolipossomos carreadores por Difração de Raios X para aplicação em fármacos antitumorais (Universal CNPq - Edital MCTIC/CNPq 28/2018)
DESCRIÇÃO: Projeto colaborativo com a URGS para estudo de cristais magnéticos em lipossomas. Magnetolipossomas são vesículas formadas pela adsorção de fosfolipídios na superfície de partículas de um fluido magnético coloidal. Essas vesículas apresentam uma estrutura na qual os fosfolipídios, agregados na forma de bicamada, encapsulam o ferrofluido no seu interior. Os lipossomas assim constituídos preservam as propriedades da sua bicamada lipídica, além disso podem ser capturados da solução ou direcionados para sítios específicos pela ação de um alto gradiente de campo magnético. As pesquisas no campo de partículas magnéticas vêm se intensificando pela importância de suas aplicações em varias áreas da ciência, mais especificamente na liberação controlada de medicamentos.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTES: Sérgio Michielon de Souza; Daniela Menegon Trichês

11. Síntese sonoquímica de nanopartículas metálicas e incorporação em matriz polimérica para aplicação em metalofármacos (Universal CNPq - Edital MCTIC/CNPq 28/2018)
DESCRIÇÃO: A possibilidade de nanomateriais terem suas propriedades físicas e químicas moduladas em função da distribuição de tamanho e geometria das nanopartículas desperta interesse em várias aplicações. A possibilidade de projetar materiais com propriedades pré-estabelecidas é decorrente da nanoescala, sendo a base das diversas aplicações dos nanomateriais. Nanopartículas podem ser incorporadas aos materiais a fim de melhorar ou conferir novas propriedades, como por exemplo, ações antimicrobianas, antifúngicas e anti-inflamatórias. Dentre as nanopartículas metálicas, as de ouro (AuNPs) e de prata (AgNPs) estão entre as mais promissoras do ponto de vista de aplicação biomédica. AuNPs apresentam propriedades químicas e físicas ímpares para transporte e liberação de fármacos. Nanopartículas de prata são de interesse considerável devido à sua atividade antimicrobiana de amplo espectro e, principalmente, sua baixa toxicidade em relação às células de mamíferos. Este projeto tem como meta a síntese e caracterização de AuNPs e AgNPs modificadas por moléculas de interesse biológico tais como: curcumina, ácido clorogênico, ácidos piridínicos carboxílicos, entre outras. As nanopartículas serão preparadas pela redução dos respectivos sais em solução (aquosa ou orgânica) por rota convencional e por sonoquímica. A influência dos parâmetros de síntese nas características morfológicas será investigada.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Marcos Marques da Silva Paula

12. Síntese de tungstatos a base de terras raras: impacto do controle estrutural e morfológico na propriedade fotoluminescente (Universal CNPq - Edital MCTIC/CNPq 28/2018)
DESCRIÇÃO: Tungstatos de terras raras com composições R2WO6 e R2(WO4)3 (onde R é o elemento terra rara) apresentam propriedades óticas, eletrônicas e térmicas únicas o que torna estas famílias de materiais interessantes para diferentes aplicações tecnológicas. Estudos de síntese com controle de tamanho e forma de partículas, estudos estruturais e físicos desses materiais vem sendo investigados de forma menos extensiva, provavelmente devido à sua rica variação cristalográfica. Neste projeto, propõe-se obter tungstatos de terras raras (R=Y, Gd, La) micro e nanoestruturados com composições R2WO6 e R2(WO4)3 e seus polimorfos por sínteses química em solução (método dos precursores poliméricos e coprecipitação).
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Içamira Costa Nogueira, Cristina Gomes da Silva.

13. Comportamento mecânico de misturas asfálticas, segundo flexão a quatro pontos, com resíduos biocarbonizados e nanomateriais (Universal CNPq - Edital MCTIC/CNPq 28/2018)
DESCRIÇÃO: A aplicação dos materiais biocarbonizados e da nanotecnologia na Engenharia de Pavimentos descreve ainda um inovador caminho, e que, portanto, exige mais estudos para consolidar seu emprego. Aliado a soluções que minimizem a utilização do asfalto e o aproveitamento de resíduos, seja decorrente das limitações cada vez maiores das reservas do petróleo bruto ou da preservação ambiental, constitui a motivação da presente investigação. Nessa perspectiva, analisar-se-ão composições usuais, do tipo concreto asfáltico (CA referência), e baseadas nessas formulações, misturas asfálticas com a participação de resíduos de biomassa bio-carbonizados e nanomateriais (CA alternativo), segundo o ensaio de flexão dinâmica a quatro pontos. Serão determinados o módulo dinâmico e a ângulo de fase de corpos de prova no formato de vigas, a temperatura de referência (25 °C) e a 55 °C representativa da condição mais desfavorável dos pavimentos regionais.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Consuelo Alves Frota, Hidembergue O. da Frota

14. Estudo do efeito do envelhecimento nas propriedades mecânicas de misturas asfálticas confeccionadas com agregado sinterizado de argila calcinada (Universal Amazonas - Edital 002/2018)
DESCRIÇÃO: Os revestimentos asfálticos dos pavimentos flexíveis, em função do ligante betuminoso presente em sua composição, possuem comportamento mecânico dependente de vários fatores, dentre eles, a temperatura e a taxa de aplicação de carga. Várias são as reações passíveis de ocorrer nos principais constituintes dessas formulações asfálticas, dentre estas, pode-se citar: oxidação, endurecimento físico e perda de voláteis. No caso do ligante asfáltico, o envelhecimento aumenta a viscosidade associado a uma diminuição da penetração e alguma perda de suas características aglutinantes. No trabalho em pauta estuda-se o efeito do envelhecimento de misturas asfálticas em corpos de prova na forma de vigas prismáticas, confeccionadas com Agregado Sinterizado de Argila Calcinada (ASAC), por meio de ensaios dinâmicos de flexão a quatro pontos e fadiga. Aplicar-se-á o modelo de Euler-Bernoulli generalizado para materiais viscoelásticos para ajustar a teoria aos resultados experimentais e, assim, obter os parâmetros de resistência do material, bem como a frequência natural da viga.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTE: Hidembergue O. da Frota

15. Caracterização estrutural de magnetolipossomos carreadores por Difração de Raios X para aplicação em fármacos antitumorais (Universal Amazonas - Edital 002/2018)
DESCRIÇÃO: Este projeto visa a Implantação da técnica experimental DRX em capilares no Laboratório de Materiais (LABMat) da UFAM, além da investigação de nanocristais magnéticos em lipossomas. Os magnetolipossomas são vesículas formadas pela adsorção de fosfolipídios na superfície de partículas de um fluido magnético coloidal. Devido à técnica de encapsulamento, os lipossomas assim constituídos preservam as propriedades magnéticas do encapsualdo em sua bicamada lipídica, podendo ser capturados da solução ou direcionados para sítios específicos.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTE: Sérgio Michielon de Souza

16. Síntese de materiais nanoestruturados a base de terras raras e minerais extraídos na região amazônica (Amazonas Estratégico FAPEAM - Edital 004/2018)
DESCRIÇÃO: Consiste em sintetizar novos materiais a partir de compostos de terras raras, metais e óxidos metálicos considerados Estratégicos pelo Ministério de Minas e Energia, oriundos da mineração regional e nacional, tais como o CeO2, Sm2O3, YPO4, Sn, Nb, Ta, SnO, NbO, TaO, dentre outros. Estas substâncias serão submetidas a condições severas de energia tais como altas temperaturas (forno tubular adquirido por projeto com recursos FAPEAM), altas pressões (célula de diamante adquirida por projeto com recursos FAPEAM) e moagem de alta energia (moinho vibratório adquirido por projeto com recursos CNPq).
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTES: Sérgio Michielon de Souza, Daniela Menegon Trichês, Edgar A. Sanches, Hidembergue O. da Frota, Içamira Costa Nogueira, Marcos Marques da Silva Paula.

17. Biocida nanotecnológico de liberação controlada para o combate de ácaros e insetos de plantações de mamão, cupuaçu e abacaxi (Amazonas Estratégico FAPEAM - Edital 004/2018)
DESCRIÇÃO: Os biocidas a serem produzidos neste projeto são baseados na liberação controlada de princípios ativos de óleos essenciais da flora amazônica carreados em polímeros naturais biodegradáveis. Esses recursos naturais renováveis apresentam grande potencial para a inserção de nanotecnologia. Dessa forma, as pragas que atacam as plantações de mamão, cupuaçu e abacaxi do Estado do Amazonas podem ser eficientemente controladas através do emprego da nanotecnologia no desenvolvimento de biocidas.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM)
DOCENTES: Edgar A. Sanches, Hidembergue O. da Frota, Pedro Henrique Campelo Felix.


18. Síntese de óxidos nanoestruturados de ZnWO4 por métodos químicos: aplicações em fotocatálise e fotoluminescência (Programa Primeiros Projetos (PPP) FAPEAM - Edital 004/2017)
DESCRIÇÃO: Este projeto visa sintetizar novos materiais nanométricos com potencial aplicação em catálise e fotocatálise. O desenvolvimento deste projeto pode ter um grande impacto para o desenvolvimento de novos sistemas de purificação de água, bem como de dispositivos de energia alternativa. É a nanotecnologia a serviço do meio ambiente.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM).
DOCENTES: Içamira Costa Nogueira.

19. Caracterização elétrica, térmica e óptica de materiais termoelétricos nanoestruturados produzidos por síntese mecânica (Universal CNPq 2017 - Edital MCTIC/CNPq 01/2016)
DESCRIÇÃO: O presente projeto aborda a caracterização óptica, térmica e elétrica de materiais termoelétricos nanoestruturados produzidos via síntese mecânica (SM). As ligas termoelétricas ZnSb, Bi2Te3, Sb2Te3, FeSb2 e SnSe já foram produzidas por nosso grupo na forma nanoestruturada por SM e foram estudadas por Difração de Raios X (DRX), Absorção de Raios x (XANES e EXAFS) e Espectroscopia Raman em condições de altas pressões. No entanto, para verificar o poder termoelétrico destas ligas precisamos de medidas de condutividade térmica e elétrica. Para tanto, para realização destas medidas é necessário que as amostras sejam compactadas na forma de pastilhas. Além disso, precisamos que a compressão seja rigorosamente controlada para evitarmos a influência da porosidade no resultado e garantirmos reprodutibilidade. A caracterização dessas amostras, bem como a produção e caracterização de outras, tais como Mg2BIV (BIV=Si, Ge, Sn), são os objetivos principais deste projeto, além da formação de alunos de graduação e pós-graduação.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Daniela Menegon Trichês

20. Estudo comparativo da atividade fotocatalítica do ZnO e ZnS sob luz visível e irradiação UV (Universal CNPq 2017 - Edital MCTIC/CNPq 01/2016)
DESCRIÇÃO: O presente trabalho almeja estudar as propriedade fotocatalíticas de ZnO e ZnS. Analisar suas propriedades por meio de técnicas de caracterizações para poder entender a influência da síntese nas suas propriedades e assim, obter excelentes valores de eficiência na degradação de poluentes orgânicos utilizando luz solar natural e comparar os resultados obtidos utilizando irradiação artificial na faixa do UV.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Leandro A. Pocrifika

21. Combate de pragas regionais empregando biodefensivos amazônicos encapsulados em nanopartículas poliméricas (Universal CNPq 2017 - Edital MCTIC/CNPq 01/2016)
DESCRIÇÃO: Este projeto tem como objetivo o desenvolvimento de nanopartículas poliméricas contendo biodefensivos naturais, desenvolvidas através do nanoencapsulamento biodegradável de óleos essenciais extraídos de espécies amazônicas, visando à aplicação no combate de pragas regionais. Com esta proposta pretende-se desenvolver um biocida nanotecnológico para controlar pragas regionais, aliando o emprego dos óleos essenciais amazônicos e a tecnologia inovadora dos nanossistemas poliméricos de liberação controlada.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Edgar A. Sanches

22. Filmes bionanocompósitos preparados com nanocelulose com óleos essenciais Amazônicos com ação antimicrobiana para embalagens alimentícias (Universal CNPq 2017 - Edital MCTIC/CNPq 01/2016)
DESCRIÇÃO: O aumento no desperdício e descarte de alimentos contaminados tem sido observado com grande frequência e quantidade devido à contaminação por microrganismos. A E. coli é um dos tipos de bactéria que vive no intestino, tanto dos humanos quanto dos animais. Esta contamina facilmente os alimentos, seja no manuseio ou no transporte das embalagens contendo alimentos. Esta e outras bactérias, nocivas aos seres humanos, podem levar até a morte dos mesmos, por causar diarreia com sangue e insuficiência renal. Com base nestas e outras informações relevantes, serão selecionadas plantas da região Amazônica nas quais possuem óleos essenciais que com princípios ativos que inibam o crescimento de bactérias, bolores e leveduras indesejados. Após a aplicação dos óleos essenciais nas nanoestruturas de celulose, este sistema será aplicado como reforço de filmes poliméricos biodegradáveis. O presente projeto propõe o desenvolvimento de filmes poliméricos biodegradáveis reforçados com nanoestruturas de celulose (NEC) contendo princípios ativos de óleos essenciais de plantas Amazônicas (como o pau rosa Aniba rosaeodora e a pimenta de macaco Piper aduncum L.) para obtenção de embalagens ativas antimicrobiana. Os óleos essenciais extraídos serão caracterizados por espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), cromatografia gasosa (CG/FID e CG/EM) e ensaios de ação bactericida. Para a preparação dos filmes de nanocompósitos serão utilizados como matriz o poli(ácido láctico) (PLA) e polibutileno adipato cotereftalato (PBAT), contendo 1 e 3 % (em massa) de nanoestruturas de celulose, extraídas de resíduos de eucalipto e tratadas com os óleos essenciais selecionados. Além disso, serão realizados nos filmes análises de termodinâmicomecânica (DMTA), microscopia eletrônica (MEV/MET), espectroscopia no infravermelho por transformada de Fourier (FTIR), Análise Termogravimétrica (TGA), Difração de Raio X (DRX), exsudação dos óleos essenciais e ensaios de ação bactericida (para determinação de propriedades de ação antimicrobianas). O projeto busca desenvolver e avaliar o comportamento dos diferentes óleos essenciais com princípios ativos em filmes poliméricos biodegradáveis visando a aplicação em embalagens ativas de baixo tempo de vida para armazenamento e transporte de alimentos.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Cristina Gomes da Silva

23. III Conferência de Materiais com Aplicações Multidisciplinares (MAM-2019) e I Congresso Internacional de Materiais do Amazonas (EDITAL N. 007/2019 – PAREV/FAPEAM)
DESCRIÇÃO: Esta proposta almeja promover a continuidade das bem-sucedidas primeira e segunda edições de uma conferência dedicada à pesquisa e tecnologia de materiais no Estado do Amazonas. Como promotor do evento, o PPGCEM se dedica a dar continuidade à atmosfera colaborativa criada. O MAM - Conferência de Materiais com Aplicações Multidisciplinares vem sendo realizado anualmente desde 2018 e tem como objetivo divulgar para a comunidade científica as pesquisas que vêm sendo realizadas no PPGCEM, além do fortalecimento de intercâmbio e troca de conhecimentos. Durante o MAM-2018 foram contabilizados 178 participantes. Visando a consolidação do evento científico do PPGCEM, em 2019 foi realizada a segunda edição do evento, contando principalmente com o apoio do Edital POSGRAD da FAPEAM, que possibilitou a vinda de pesquisadores de outros Estados para ministrarem palestras, sendo contabilizados 400 participantes. A terceira edição do MAM está prevista para junho de 2020, viabilizada pela aprovação deste Edital PAREV da FAPEAM, no valor de R$ 87.000,00. Dessa forma, o MAM evoluiu para a III Conferência de Materiais com Aplicações Multidisciplinares (MAM-2020) e I Congresso Internacional de Materiais do Amazonas.
FINANCIADOR: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM).
DOCENTES: Pedro Henrique Campelo Felix, Edgar Aparecido Sanches.

24. Rede Amazonas de Laboratórios Multiusuários em Nanotecnologia (AMnano)
DESCRIÇÃO: Descrição: SisNANO - Laboratórios Associados: laboratórios vinculados a Universidades ou Institutos de Pesquisa, Desenvolvimento e/ou Inovação públicos ou privados, sem fins lucrativos, e que devem disponibilizar no mínimo 20% do tempo de uso, em horas, da sua estrutura laboratorial, de seus equipamentos e de sua expertise a usuários externos, tanto públicos quanto privados.
FINANCIADOR: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
DOCENTE: Lizandro Manzato

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página