Seletor idioma

Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Histórico
Início do conteúdo da página

Histórico

Acessos: 386

O PPGCEM originou-se do Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Recursos da Amazônia (PPGENGRAM), que iniciou suas atividades em janeiro de 2009 subordinado à Área de Engenharias III.  O PPGENGRAM visava à capacitação de recursos humanos, além de promover o desenvolvimento científico-tecnológico da Amazônia voltado, principalmente, para o estudo de novos materiais para aplicações geotécnicas na região Norte. Entretanto, com o credenciamento de novos pesquisadores, o foco do PPGENGRAM foi se modificando naturalmente de acordo com os novos temas e linhas de pesquisas que foram surgindo. Como resultado desta total reestruturação, a CAPES aprovou a alteração da nomenclatura de Programa de Pós-graduação em Engenharia de Recursos da Amazônia (PPGENGRAM – código Nº 12001015035P2) para Programa de Pós-graduação em Ciência e Engenharia de Materiais (PPGCEM), conforme Parecer CNE/CES Nº 81/2015, do Conselho Nacional de Educação, aprovado em 12 de fevereiro de 2015, referente ao Processo Nº 23001.000166/2014-25. A reestruturação ensejou também a mudança de área da CAPES, passando para a área de Materiais em março de 2015.

Desde a última Avaliação Quadrienal (2013-2016), docentes e discentes do PPGCEM, juntamente com a Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-graduação da UFAM (PROPESP), vem se baseando fortemente em um Planejamento Estratégico para executar todas as recomendações do Comitê Avaliador. Como resultado, significativas mudanças vêm sendo observadas, as quais passam a fazer parte da história do PPGCEM.

A partir do Planejamento Estratégico implantado em 2017, o PPGCEM vem crescendo e ganhando reconhecimento Institucional e Regional. Desde o seu início em janeiro de 2009, o PPGENGRAM e o PPGCEM formaram, juntos, 93 mestres (9 em 2011–2012; 12 em 2013–2014; 16 em 2015–2016; 25 em 2017–2018 e 31 em 2019). Desde a sua criação, o PPGCEM vem atendendo a uma demanda crescente de graduados que buscam a qualificação tanto para atender ao mercado crescente de IES da região Norte, como seguir o caminho da Pós-graduação em nível de Doutorado. O Perfil de Egressos passou a ser um norteador da Missão do PPGCEM. Esse acompanhamento mostra que 35% dos Egressos seguem o caminho do Doutorado em todo o Brasil, 26% estão atuando como Docentes do Ensino Superior e 15% atuam no Magistério do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) de Manaus e do Estado do Amazonas. Ou seja, aproximadamente 45% dos egressos do PPGCEM estão diretamente relacionados com atividades de ensino na região, contribuindo significativamente em sua qualidade. Especificamente, com a criação dos Campi da UFAM no interior do Estado (municípios de Coari, Parintins, Itacoatiara, Benjamin Constant e Humaitá), incentivada pelo programa de interiorização do MEC, egressos do PPGCEM vêm sendo contratados por esta Universidade, impactando na formação de recursos humanos especializados para o desenvolvimento das atividades de Ensino Superior.

A partir do Planejamento Estratégico de 2017, a mudança do Processo Seletivo de ingresso no PPGCEM foi proposta e aprovada em colegiado visando (i) aumentar a visibilidade do PPGCEM na Instituição e, especialmente, na região Norte; (ii) ampliar as oportunidades de ingresso, e (iii) priorizar a Multidisciplinaridade e a Missão. A partir de então, o Processo Seletivo (antes baseado inteiramente em prova escrita de conhecimentos específicos), passou a ser constituído de Análise Curricular Classificatória. Sob o ponto de vista Institucional e Regional, a mudança na visibilidade e na oportunidade de ingresso no PPGCEM tornaram-se mais expressivas. As inscrições vem abrangendo graduados das mais diversas formações acadêmicas com talento para o desenvolvimento de pesquisas em consonância com a Missão do PPGCEM. Os resultados oriundos do novo formato do Processo Seletivo mostram que o PPGCEM possui um significativo papel Institucional e Regional, que proporciona oportunidade ampla para que os candidatos com as mais diversas formações acadêmicas possam iniciar um curso de Pós-graduação.

A melhoria na qualidade da produção intelectual também vem marcando a história do PPGCEM. No atual triênio (2017-2019), a Produção Científica do PPGCEM vem alcançando índices expressivos e com maior participação discente/egresso. Foram contabilizados nestre triênio (2017-2018-2019) 137 Artigos Científicos publicados, sendo que em 48 deles houve participação de discente/egresso. É importante ressaltar também que aproximadamente 45% dos Artigos Científicos publicados pertencem ao estratos A1/A2 do novo Qualis CAPES.

Considerando a participação de docentes do PPGCEM em Atividades de Graduação, é importante ressaltar que a UFAM mantém programas consolidados e especificamente voltados para os alunos de graduação, como o PET/MEC, o PIBIC/CNPq e também o PIBID (CAPES) e PIBITI (CAPES), além de Projetos de Extensão, como o PIBEX e o PACE. Desde a última avaliação, os indicadores têm mostrado que a interação dos docentes com a graduação vem crescendo e se consolidando fortemente: os docentes do PPGCEM tem voltado atenção especial para diversos cursos de graduação, uma vez que esses alunos são candidatos naturais ao ingresso no PPGCEM. Esse fato vai ao encontro da mudança do processo seletivo classificatório de ingresso, o qual é baseado atualmente na valorização das conquistas acadêmicas do graduando/graduado.  Por essa razão, os docentes do PPGCEM vêm buscando cada vez mais aproximar os graduandos das atividades promovidas por este PPG através (i) do estímulo à participação em Eventos Científicos realizados na UFAM (com participação direta de docentes do PPGCEM na organização), como a Conferência de Materiais com Aplicações Multidisciplinares (MAM), a International Conference on Molecules, Polymers and Material Physics (MP2) e a Semana de Ciência e Tecnologia do ICE (SECTICE), e (ii) da execução de Projetos de Extensão. Somente no MAM de 2019 foram registrados mais de 250 graduandos participantes. Além disso, durante esses Eventos Científicos, sempre são acordadas visitas aos Laboratórios que compõem o PPGCEM, geralmente conduzidas por mestrandos, numa tentativa de tornar esses eventos mais atrativos, além de incentivar a continuação da carreira acadêmica.

Com relação à Visibilidade, o PPGCEM investiu na construção de uma página eletrônica funcional e atualizada, disponibilizando para download todas as dissertações defendidas desde 2011 tanto nesta página quanto na Biblioteca Virtural de Teses e Dissertações da UFAM. No entanto, essa nova plataforma inclui maiores informações sobre a Missão do PPGCEM, seus Docentes, informações sobre Processos Seletivos de Ingresso, disponibilização de Regimento Interno e dos Critérios de Credenciamento de Docentes, Ementas das Disciplinas, link direto para a Produção Científica a partir de 2017, Projetos Financiados, Acompanhamento de Egressos e Informações sobre a Conferência de Materiais com Aplicações Multidisciplinares (MAM) que, hoje, ajuda a construir a história do PPGCEM.

Com o desenvolvimento natural dos temas das pesquisas desenvolvidos pelos docentes e discentes do PPGCEM, foram estabelecidas duas Linhas de Pesquisa, a saber: (i) Materiais Nanoestruturados e (ii) Propriedades Físicas, Mecânicas e Modelagem de Materiais. Essas linhas suportam todas as pesquisas em andamento, além de garantir a Missão do PPGCEM no que tange sua Multidisciplinaridade, sustentabilidade, desenvolvimento regional e grade curricular. As pesquisas vêm acontecendo de forma natural e a qualidade das dissertações vem mostrando que docentes e discentes estão engajados e se preocupam constantemente em pesquisar a região Norte de forma ampla e consciente, contribuindo significativamente para o desenvolvimento regional. A grade curricular atual de disciplinas do PPGCEM foi alterada e está consolidada, passando a ofertar desde 2017 disciplinas como Biomateriais, Introdução à Pesquisa Científica, Ciência e Tecnologia de Polímeros, Estatística, Fundamentos de Processamento de Imagens e Processos de Encapsulação, além das disciplinas obrigatórias (Ciência dos Materiais, Caracterização dos Materiais e Estágio a Docência).

O PPGCEM também vem ampliando suas Ações de Integração e Cooperação com outros Centros de Pesquisa. Essas ações vêm sendo fortalecidas devido (i) aos intercâmbios institucionais que docentes e discentes vêm realizando; (ii) à utilização dos recursos oriundos dos Processos Seletivos que contribuem significativamente para o fortalecimento e a consolidação desses intercâmbios, (iii) à consolidação da Conferência de Materiais com Aplicações Multidisciplinares (MAM) e da International Conference on Molecules, Polymers and Material Physics (MP2), que tem atraído pesquisadores nacionais e internacionais; (iv) à participação efetiva de membros externos titulares na bancas de defesas de dissertação e (v) à visibilidade que o PPGCEM vem adquirindo a nível nacional, que tem aberto portas em outros centros de pesquisa para a realização de novos trabalhos conjuntos. As Ações de Integração e Cooperação vem proporcionando aos discentes a oportunidade de conhecer outros Centros de Pesquisa e incorporar essa experiência em sua formação acadêmica durante o Mestrado no PPGCEM. Dentre eles, destaca-se a aprovação do Edital PROCAD (UNICAMP/UFPA/UFAM) em 2018, prevendo ações colaborativas que serão desenvolvidas entre o PPGCEM e os Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química da Universidade Estadual de Campinas (PPEQ/UNICAMP), e em Engenharia Química da Universidade Federal do Pará (PPGEQ/UFPA).

Considerando também o Planejamento Estratégico do PPGCEM, docentes e discentes têm investido esforços significativos na concepção de Projetos de Pesquisa para concorrência em editais, resultando em um crescente número de Projetos Financiados a partir de 2017, os quais vem garantindo a autonomia financeira de pesquisas, a aquisição de novos equipamentos e a manutenção de equipamentos que já fazem parte da infraestrutura do PPGCEM. A infraestrutura atual do PPGCEM e a infraestrutura de laboratórios parceiros garantem a autonomia total das pesquisas que vêm sem sendo desenvolvidas. dos docentes que participam da atual proposta de Doutorado coordenam Projetos Financiados a partir de 2017, sendo que todos esses Projetos Financiados possuem participação discente.

A partir da execução do Planejamento Estratégico Proposto em 2017, resultados satisfatórios vêm sendo observados e vêm modificando positivamente o ambiente acadêmico do PPGCEM, oferecendo maiores oportunidades de ingresso, garantindo a Multidisciplinaridade, fortalecendo sua Missão, motivando docentes e discentes a desenvolver pesquisas voltadas para o desenvolvimento regional, aumentando a demanda de discentes e o número de dissertações defendidas, fortalecendo Ações de Integração e Cooperação, aprovando Projetos Financiados com participação discente, promovendo a organização anual de um Evento Científico próprio, consolidando a Produção Científica discente/egresso e Ações de Internacionalização. Além disso, as pesquisas desenvolvidas estão amplamente alinhadas à Missão do PPGCEM e à valorização das potencialidades regionais. Acreditamos fortemente que todas as potencialidades e as mudanças observadas no âmbito do PPGCEM ao longo da história que vem sendo construída possam ser meritórias para a almejada incorporação do curso de Doutorado em Materiais neste PPG, conquista que será resultante de um conjunto incansável de esforços que fazem parte de um grande sonho de toda a comunidade acadêmica da região Norte.

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página